Loading...

Quem sou eu

Minha foto
Eu sou uma pessoa simples, extrovertida... Gosto de me comunicar com as pessoas.Trabalho na area da educação e acredito muito que so a educação tansforma uma sociedade.

USO DAS TECNOLOGIAS NA DRE/DIANOPOLIS

segunda-feira, 29 de novembro de 2010

CURRICULO E AS TICS

O que é Currículo e o processo de Integração Tecnologia ao Currículo

Um currículo resulta de escolhas que devem levar em conta não apenas “o que” deve ser ensinado e “como” deve ser ensinado, mas principalmente “por que” este conhecimento deve ser ensinado. O que levou a opção por estes e não por outros conhecimentos? Quais são os interesses que estão por trás destas escolhas?O currículo precisa ser entendido como um processo de construção social, atravessado por relações de poder “que fizeram e fazem com que tenhamos esta definição determinada de currículo e não outra, que fizeram e fazem com que o currículo inclua um tipo determinado de conhecimento e não outro”(Silva 2002,p.135)
O currículo vigente na maioria das escolas caracteriza-se pela fragmentação, onde trabalha-se com fenômenos isolados e apresentados fora de um contexto histórico, social, político, cultural e fora da realidade dos/as estudantes.Desse modo entendo que o Currículo deve ser flexível e adequado a realidade escolar, fazendo com que a aprendizagem seja contextualizada e significativa.
Quando referimos as contribuições das tecnologias para o desenvolvimento do Currículo, entendo que estas não só fortalecem o ensino aprendizagem como permitem maior produtividade e interatividade professor aluno, pois seja qual for a tecnologia utilizada o professor deverá explorá-la da melhor maneira possível. “O papel do professor, tanto na sala de aula tradicional, quanto no ambiente online, é, sem dúvida, o de garantir que algum processo educativo ocorra entre os alunos. [...] No ambiente online o papel do professor torna-se o de um facilitador”. (PALLOFF e PRATT, 2002, p. 102).
A integração efetiva das tecnologias como componente curricular, não se dá apenas levando os alunos a sala de informática, utilizando meramente um data-show, montando uma escola com muitos recursos tecnológicos enfim para que haja êxito nesta relação currículo/tecnologia, antes de tudo a atividade deverá ser bem planejada tendo a tecnologia como mais uma ferramenta que enriquecerá prática do professor.

domingo, 21 de novembro de 2010

Possiveis Mudanças...

O texto do Pedro Demo nos remete uma realidade que é inevitável: temos que inserir a tecnologia na escola, antes que esta se torne uma instituição do passado. As crianças hoje, pode-se dizer estão muito a frente de nós professores, porque já nasceram em um mundo globalizado onde as tecnologias se renovam a cada instante. A escola deve aproximar-se cada vez mais desta realidade porque o ensino transcende as práticas rotineiras de quadro-giz, atividades nos livros e cadernos, e como já diziam “alunos enfileirados” em suas carteiras, a própria linguagem evoluiu, muitos paradigmas ficaram para traz, hoje convivemos mais com gêneros textuais como e-mails que cartas, telegramas etc.Nossos alunos participam de redes de relacionamento como orkut, facebook, blogs, enfim utilizam linguagens tecnológicas que muitas vezes desconhecemos.Desse modo, acredito que devemos sim mudar nossa prática, renovar as estratégias e buscar tornar a escola mais atrativa possível para essa geração e as outras que estão por vir...temos aí um grande desafio...
Respondendo aos questionamentos:
• Será que usando computadores e internet nas atividades curriculares faremos as mesmas coisas que fazíamos antes? Acredito que não utilizando as Tics a aula se torna bem mais atrativa e dinâmica, permitindo maior aprendizado e interação aluno/aluno e professor aluno.
• Será que haverá mudanças na nossa atuação docente?Depende da vontade de cada profissional em atualizar-se e tornar os recursos tecnológicos um instrumento que irá enriquecer sua prática.
• O que mudará na aprendizagem do aluno?O ensino tornará contextualizado e a forma de aprender mais prazerosa.
• Que novos aspectos vão requerer mais atenção de nossa parte?
Acredito que um bom planejamento é fundamental (organização do espaço,manuseio e conhecimento da tecnologia a ser utilizada,programação do tempo etc)
• Podemos criar novas estratégias que potencializem a aprendizagem de nossos alunos?Sim.O professor deverá ter criatividade para criar novas estratégias, conforme a aula planejada pensando naquela que melhor favoreça a aprendizagem dos seus alunos.

segunda-feira, 6 de setembro de 2010

SUGESTÃO DE PLANO DE AULA

Plano de Aula
Bloco de Conteúdo
Língua Portuguesa
Conteúdo
Leitura
Objetivo
- Identificar fontes confiáveis para pesquisa na internet.

Conteúdo
- Procedimentos de seleção de fontes de pesquisa

Anos
3º ao 5º.

Tempo estimado: Duas aulas.

Material necessário: Computadores com acesso à rede.

Desenvolvimento
- 1ª etapa
Escolha um tema de estudo com seus alunos e estabeleça os pontos mais importantes para investigar, definindo as perguntas que devem ser respondidas na pesquisa.
- 2ª etapa
Na sala de informática, pergunte se eles conhecem sites que servem para fazer pesquisa. Aproveite a oportunidade para explicar como funcionam. O Google, por exemplo, tem um enorme banco de dados e busca nele a palavra ou frase pesquisadas sem levar em consideração se as informações do site são certas ou erradas.
- 3ª etapa
Entre no Google e pergunte quais são as melhores palavras-chave para o tema pesquisado? Mostre que, quanto mais específicas ela ou a frase são, melhores os resultados.
- 4ª etapa
Proponha uma situação-problema, levando dois sites que possuam informações conflitantes sobre o tema. Pergunte: "Em qual confiar?"
- 5ª etapa
Responda a questão da etapa anterior deixando a turma pesquisar. Caso o aluno entre no primeiro link e imprima as informações sem verificar se elas são corretas, discuta os critérios para selecionar sites confiáveis e pertinentes. O primeiro passo é verificar a terminologia deles: .org refere-se a sites de organizações não-governamentais, .com a sites comerciais e .gov a sites do governo. Depois dessa explicação, lance a pergunta: a pessoa ou a instituição têm acesso a informações confiáveis ou estudam o tema? Apresente também seus sites de confiança, explicando suas escolhas.
- 6ª etapa
Oriente os alunos a selecionar três sites para a pesquisa. Peça que eles expliquem critérios de escolha e certifiquem-se de que as informações obtidas respondem aos questionamentos da pesquisa.
Avaliação
Programe uma próxima visita ao laboratório de informática e observe se os alunos utilizam palavras-chave adequadas ao conteúdo pesquisado, escolhem os sites verificando sua procedência e se analisam de forma correta sua confiabilidade. Avalie também os argumentos utilizados em relação a todas essas opções.

terça-feira, 15 de junho de 2010

BLOGUEIROS DE PLANTÃO

www.elisetercdno.blogspot.com

sábado, 29 de maio de 2010

O QUE É HIPERTEXTO

Hipertexto como o próprio nome sugere, é um texto que dá abertura através de links para que você acrescente novos saberes em relação ao assunto, seja através de imagens, complementações etc. Esses links ocorrem na forma de termos destacados no corpo de texto principal, ícones gráficos ou imagens e têm a função de conectar os diversos conjuntos de informação, oferecendo acesso sob demanda a informações que estendem ou complementam o texto principal.Vale ressaltar, que utilizado principalmente em caráter virtual, O hipertexto, entretanto não só a internet possibilita o hipertexto como fonte de conhecimento, como também todos os textos que oferecem conhecimentos de determinados assuntos, sendo ele verbal ou não.As principais características do mesmo são:intertextualidade, velocidade, interatividade, estrutura em rede, etc.
A utilização dessa ferramenta na educação proporciona ao aluno, bem como ao professor maior abrangência da fonte pesquisada, tornando-se uma ferramenta de ensino e aprendizagem de grande relevância para abrir novas possibilidades de conhecimento. Diante do que foi lido sobre hipertexto o meu conceito em relação ao mesmo seria: ”A versão digital da enciclopédia, que permite maior praticidade e acessibilidade para os tempos atuais”

sexta-feira, 28 de maio de 2010

QUEM SOU EU COMO PROFESSOR APRENDIZ

Diante de uma sociedade globalizada, onde a informações mudam constantemente, a escola do contexto atual também sofre todos os impactos que obrigam os professores a mudarem o seu perfil. Atualmente as escolas precisam formar profissionais que saibam lidar com recursos informatizados, que não tenham medo de computador e que conheçam as novas tecnologias. O papel de professor ganha nesse contexto, maior relevância a partir das novas exigências sociais e tecnológicas imposta pela globalização, é preciso formar alunos que sejam autônomos e aptos à cooperação, dessa forma os professores precisam está aptos à aprendizagem e sempre motivados a buscarem novos métodos de ensino. Vejo que o professor deve-se colocar como constante aprendiz para que assim acompanhe o ritmo desse novo público encontrado nas escolas. Apesar de não estar lecionando atualmente, acredito que venho me preparando para não ficar aquém desta realidade.Para tanto, todos os profissionais da educação devem estar em constante busca e sempre se colocarem no papel de aprendizes, já que não somos os detentores de saber mas propulsores de novos conhecimentos.

quinta-feira, 20 de maio de 2010

APRENDENDO E ENSINANDO

Olá pessoal!!
Acabei de criar o meu Blog e espero poder interagir com novas pessoas, postar e receber informações... no momento estou aprendendo a navegar nesse novo ambiente proporcionado atraves do Curso Ensinando e Aprendendo com as TIC.Sabemos que as novas tecnologias vem superando a cada dia e para acompanharmos tudo isso devemos estar ligados e antenados, principalmente nas novas ferramentas virtuais.
Abços!!